Nossa escola preparatória em Ubajara

Image of Wili using the Braille machine in Ubajara
Wili usando a máquina Braille em Ubajara

Desde janeiro de 2015, estamos recebendo alunos na nossa sede em Ubajara, na Serra da Ibiapaba. A escola está ainda em fase de construção e neste momento tem espaço para 3 alunas e duas voluntárias. A casa é localizada em um sítio onde está bem inserida na comunidade que apoia o projeto de todas as formas. Diferente de uma sala de aula, a Casa Morcegos oferece muitas oportunidades de aprendizagem prática. As crianças com deficiência visual têm convivência com a natureza e descobrem o mundo ao redor delas. Na brincadeira estão estimuladas para o movimento e perdem o medo de se locomoverem com autonomia.

Nas atividades da vida diária, os alunos se acostumam a rotinas de casa, aos cuidados pessoais e às tarefas de casa como preparação de comida e limpeza. Passeios e visitas oferecem a oportunidade de conhecerem ambientes novos, interagirem com pessoas e aumentarem a auto-confiança.

Davi (7) aprendendo lavar sua louça
Davi (7) aprendendo lavar sua louça

Os tempos de estudo são usados para aprenderem o Braille, se familiarizarem com o computador usando tecnologia assistiva e a revisão de conteúdos da sala de aula. Os alunos estão matriculados na escola regular do sítio ou na própria localidade, e a Escola Preparatória ajuda na adaptação de material e do conteúdo.

O público alvo da Escola Preparatória são crianças e adolescentes, mas também há espaço para adultos, principalmente para fazer visitas nos finais de semana.

Há três modalidades de estudo na Escola Preparatória:

Alunos de localidades distantes ou aqueles com dificuldade de transporte podem passar a semana no projeto voltando para casa nos finais de semana. Isto possibilita uma aprendizagem mais intensiva por causa da convivência com outras pessoas cegas. Neste caso, os alunos estudam na escola regular mais próxima à Escola Preparatória, ou no Sítio Moitinga ou na cidade de Ubajara.

Alunos que moram em Ubajara ou cidades vizinhas podem passar o dia no projeto voltando para casa de tarde. Idealmente, eles frequentam a Escola Preparatória diariamente para garantirem uma aprendizagem eficiente e participarem das atividades estimulando a autonomia. Estes alunos têm a opção de se matricular na escola regular da própria localidade ou naquele próximo ao projeto.

Ao ingressar na Casa Morcegos, fazemos um planejamento com cada aluno estabelecendo objetivos e esclarecendo direitos e responsabilidades. Além de aprender nas aulas e atividades, todos os alunos também trazem conhecimentos ou habilidades que podem compartilhar com os colegas.

Atualmente, temos 3 alunos passando a semana no projeto e estamos terminando a reforma da casa para abrirmos as portas para os alunos da região que querem passar o dia na Escola Preparatória.

Image of the house in Ubajara
Nossa casa em Ubajara

Ao entrar na escola preparatória, fazemos um plano com objetivos estabelecendo cada aluno e uma duração aproximada de estadia, bem como os direitos que explicam e responsabilidades. Os alunos não só aprendem durante as aulas e outras atividades, mas eles também trazem consigo competências e conhecimentos que eles podem compartilhar com seus pares.

Atualmente, três estudantes ficar com a gente e ir para casa duas vezes por mês. Cerca de 10 mais das comunidades vizinhas estão se aproximando de nós lentamente com o desejo de participar regularmente em classes.

Nossa sala em Sobral

Image of mobility class in Sobral with using white canes
Aula de mobilidade em Sobral

A Sala Braille atende alunos com deficiência visual, principalmente aqueles matriculados na rede pública de ensino. A Secretaria de Educação apoia o projeto cedendo uma sala localizada em uma escola de ensino infantil de fácil acesso e oferece também o transporte escolar para os alunos do município. Uma professora contratada pela prefeitura é responsável pelo ensino contando com apoio e orientação pela Associação Morcegos em Ação.

A sala permite o encontro regular de pessoas para troca de experiências e aprendizado. Atualmente, participam das atividades 15 alunos entre 3 e 37 anos, mas a maioria são crianças e adolescentes. Se há possibilidade de transporte, alunos de outros municípios como Alcântaras e Santa Quitéria frequentam a sala também. Os alunos participam da sala pela manhã, uma ou várias vezes por semana complementando assim as aulas no ensino regular.

Conteúdos das aulas são entre outras

  • Aprendizagem do Sistema Braille
  • Uso da informática com tecnologia assistiva
  • Apoio com conteúdos académicos como português e matemática
  • Arte e brincadeiras
  • Orientação e mobilidade com passeios
  • Atividades da vida diária onde possível

Para desenvolver a autonomia dos alunos, há muitas aulas práticas com passeios na cidade e tarefas como compras ou preparação de lanche. Dependendo da idade dos alunos, eles são estimulados para se locomover com autonomia dentro e fora da escola.

Estamos sempre procurando parcerias para proporcionar aos alunos atividades mais ricas, por exemplo há uma parceria com o Projeto de Esporte Adaptado que oferece natação aos alunos com deficiência visual.

Image of Adriana's Braille class in Sobral
Aula de Braile com Adriana em Sobral